Ações do Programa Promovendo a Saúde no Campo contribuem para a melhoria da qualidade de vida no meio rural

Data da publicação: 05/10/2010

Alguns resultados positivos como melhoria da acuidade visual, saúde bucal e alimentação balanceada estão sendo alcançados com as ações do Programa Promovendo a Saúde no Campo (PPSC), contribuindo para a melhoria da qualidade de vida no meio rural.

Tais resul tados foram aferidos por meio de pesquisa de avaliação das ações do Programa no 1º semestre de 2010, respondida pelos instrutores que ministraram
as ações, bem como pelos coordenadores dos Sindicatos Rurais e das Prefeituras Municipais convenentes do SENAR-AR/SP envolvidos com as ações do PPSC.

Com a implantação do Programa , aumentou a procura por oftalmologistas, que passaram a acompanhar grupos de diabetes, glaucoma e hipertensão, e as pessoas
do meio rural começaram a procurar as Unidades Básicas de Saúde para ter acesso aos serviços. Na área da Nutrição, identificaram-se problemas de obesidade e doenças carenciais e as pessoas passaram a praticar o aproveitamento dos alimentos de forma orientada, foram prestadas orientações e feitos encaminhamentos para os recursos de saúde local e o Poder Público Municipal aumentou seu olhar para a zona rural, pois as pessoas têm conseguido iniciar os tratamentos odontológicos e oftalmológicos de maneira eficiente e sem demoras.

Detectou-se também nesta pesquisa que o material didático fornecido aos participantes é adequado e suficiente, assim como a apresentação da aula dos instrutores
utilizada nas ações; o link da pesquisa de resultados do Programa vem sendo abastecido e o público-alvo atendido pelo Programa está de acordo com as diretrizes
institucionais, isto é, pessoas oriundas do meio rural.

Na questão da sensibilização para a realização do Programa nos municípios, justificou-se sua importância, pois contribuiu com a união da comunidade rural para a
busca de conhecimentos sobre os assuntos de saúde e de prevenção de doenças, mobilização das pessoas à participação ativa das ações propostas e mobilização
das instituições parceiras no sentido de dar continuidade aos trabalhos do PPSC.

Como instituições parceiras, destacaram-se os Sindicatos Rurais, Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, Comércio Local, Programas e Projetos Sociais, Instituições
de Ensino, Usinas, Clínicas Particulares, Unidades Básicas de Saúde e Prefeituras Municipais.

Dentre as ações do Programa, 61% foram exclusivas do PPSC, 19% foram complementar ao Programa Ciranda de Esporte e Lazer Rural, 10% complementaram o Programa de Alfabetização para Trabalhadores Rurais sem Escolaridade e 10% à ação especial Mutirões de Cidadania no Campo.

Na questão da Acuidade Visual, os principais problemas detectados foram Catarata, Conjuntivite, Irritação nos Olhos, Cegueira Parcial, Uso de Grau Inadequado, Indicação de Óculos ou Troca de Lentes. Como alcançados praticados pelas instituições parceiras, destacaram-se a realização de exames, tratamento dos problemas detectados,  indicação de óculos, troca de lentes, orientações gerais sobre saúde ocular e encaminhamentos a outros profissionais.

Sobre os kits de higiene disponibilizados aos participantes, destacou-se sua importância para que a população inicie a mudança de hábitos de higiene, além de sentirem-se valorizados e incentivados ao uso. Quando se refere à importância do Programa para o meio rural, as respostas foram no sentido de propiciar consciência e informação ao público rural sobre a saúde e formas de prevenção de doenças, despertar sobre a importância dos cuidados com a saúde, contribuir para a prevenção de doenças e para a
melhoria da qualidade de vida, facilitar o acesso ao atendimento dos serviços municipais, aproximar o homem do campo dos profissionais da saúde, complementar as ações de saúde preconizadas pelo Sistema Único de Saúde, diminuir demandas reprimidas nos recursos de saúde e valorizar e fortalecer a comunidade e os trabalhadores
e produtores rurais.

Em relação ao impacto do PPSC nos municípios, pode-se detectar o aumento de encaminhamentos para as Unidades Básicas de Saúde, assim como a facilitação do acesso aos atendimentos e diminuição do tempo de espera. Importante contribuição para prevenção de doenças e melhoria da qualidade de vida e do estado nutricional da
população, conscientização dos participantes sobre os benefícios da alimentação saudável e satisfação dos participantes das comunidades rurais atendidas. As parcerias
facilitaram o acesso a produtos como óculos, próteses, lentes etc.

Pelos resultados apresentados, interpreta-se que o Programa Promovendo a Saúde no Campo está atingindo seus objetivos com o princípio de que a saúde no meio rural é um direito fundamental do ser humano e tem como objetivo a melhoria da qualidade de vida por meio da educação em saúde.

Fonte: SENAR-AR/SP

Indique esta notícia para um amigo

Loading ...